O CORAÇÃO DE CRISTO É O SÍMBOLO DE SEU AMOR PELA HUMANIDA


O coração de Cristo é o símbolo de seu amor pela humanidade

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é a fonte e origem de todas as demais devoções. É a essência das demais devoções, pois é a devoção ao Amor do próprio Deus. Para Santo Tomás de Aquino, devoção é presteza da vontade com as coisas divinas e, a devoção ao Coração de Cristo, nos permite por excelência essa prontidão para atender ao que o Senhor quer de nós.

O Verbo eterno do Pai, segunda pessoa da Santíssima Trindade, ao encarnar-se, assumiu na Sua mesma pessoa também uma natureza humana, com corpo e alma humana, vivendo em tudo segundo a nossa natureza, exceto o pecado (cf. Hb 4,15). Sendo assim, o coração humano de Jesus se uniu substancialmente à natureza divina, possuindo assim uma perfeita unidade de intelecto e de vontade. É o amor de Deus que brota do seu Sagrado Coração, amor eterno que para salvar-nos, não hesitou em deixar-se ser perfurado, deixando brotar sangue e água para salvar-nos.


Porque, em verdade, só aquele que é o Unigênito do Pai e o Verbo feito carne "cheio de graça e de verdade" (Jo 1, 14), tendo descido até os homens oprimidos de inúmeros pecados e misérias, podia fazer brotar da sua natureza humana, unida hipostaticamente à sua pessoa divina, "um manancial de água viva" que regasse copiosamente a terra árida da humanidade, transformando-a em florido e fértil jardim. (Haurietis Aquas, 17)


Por isso, o Sagrado Coração é símbolo do amor que o Senhor tem para conosco, já dizia o papa Leão XIII: "Está no Sagrado Coração a qualidade de ser símbolo e imagem expressiva da infinita caridade de Jesus Cristo que nos incita a retribuir-lhe o amor por amor". Ao contemplar tanto amor para conosco, percebemos tristemente que por diversas vezes lhe fomos indiferentes, lhe ultrajamos com nossos inúmeros pecados. Devemos a cada dia pedir perdão sincero, confiantes que a Sua misericórdia se renova a cada dia (Lm 3, 23) e se nos arrependemos de coração, ela nos perdoa, pois, grande é a Sua fidelidade.


O Coração de Cristo fala diretamente ao nosso, pois nos conhece, sabe de que somos feitos,

conhece profundamente nossa realidade: conhece a tristeza de perder alguém, a dor de ser traído, a alegria de ver os seus fazendo o bem e, é esse mesmo coração que nos convida a confiar plenamente nEle, a depositar nEle o peso do nosso fardo, pois quer ser nosso descanso ( cf. Mt 11, 28), nos convida ir junto a Ele, a nos abandonarmos a Ele, a depositarmos nossa esperança nEle, crentes de que Ele cuidará de nós.


O Senhor rejeita os orgulhosos, mas dá Sua graça aos humildes e só deixa-se revelar àqueles que se aproximam dEle com um coração simples, que reconhecem que não são nada, que sem Ele, não são capazes de dar um só passo. A estes, Ele se revela “porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequenos." (Mt 11, 25) Peçamos a Ele que nos dê um coração manso e humilde como o Seu.


Se faz cada vez mais necessário que a devoção ao Coração de Cristo se difunda nos tempos de hoje, pois vemos uma sociedade anestesiada com as coisas do mundo, vivendo como se Deus não existisse, com o coração endurecido para as coisas de Deus. E uma das promessas feitas pelo Sagrado Coração de Jesus é que os sacerdotes a Ele devotos, tocarão os corações mais endurecidos. E isso pode-se aplicar a todos, segundo seu estado de vida.

Busquemos a cada dia, unir mais nosso coração ao Seu Sagrado Coração, nossa vontade à Sua, pois Ele, que nos ama, sabe sempre o que é melhor para nós. E ainda que doa, que nos custe, vale a pena nos dispormos a sintonizar nosso coração ao Seu, pois Ele nos fará felizes, com sofrimentos sim, mas com a certeza de que com Sua graça, um dia Ele: “Enxugará toda lágrima de seus olhos e já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor.” (Ap 21, 4).


Sagrado Coração de Jesus, eu confio em vós!


Frei Iluminatto do Coração Sacratíssimo de Jesus, pjc


194 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo